Nova diretoria do Sinjorba tomará posse na sexta-feira (30)

0

Uma nova página começará a ser escrita na história do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Bahia (Sinjorba), com a posse da nova diretoria, que será realizada nessa sexta-feira (30), às 18h30, na Associação Bahiana de Imprensa (ABI), que fica na rua Guedes de Brito, 1, Ed. Ranulfo Oliveira, Centro Histórico de Salvador.

Para a solenidade e confraternização, além da categoria foram convidadas autoridades estaduais, municipais, representações de entidades de classe parceiras e outras organizações políticas.

Na análise da diretoria do sindicato, que estará à frente da entidade pelos próximos três anos, a atual conjuntura traz desafios que só poderão ser enfrentados a partir de uma ampla mobilização da categoria.

O novo presidente do Sinjorba, Moacy Neves, afirma que os retrocessos trabalhistas, a precarização da profissão e as novas configurações das relações de trabalho irão impor à próxima gestão uma entidade muito mais organizada, dinâmica e participativa.

A nova direção e o grupo de apoio formado para fortalecer o Sinjorba foram resultados de três meses de amplos debates e reuniões, que tiveram como pauta a realidade da profissão, as dificuldades da categoria e os caminhos a seguir para a revitalização do sindicato.

Outro fruto desse processo inicial de mobilização tem sido um expressivo aumento do quadro de filiados e promessas de mais filiações para os próximos meses.

Pluralidade e renovação – A aposta do novo presidente será na unidade para elevar o Sinjorba ao patamar que lhe permita ter forças para melhor defender a categoria.

“O grupo foi formado tendo por princípio a pluralidade. Conseguimos compor uma diretoria com amplo perfil profissional, que abarca várias gerações de jornalistas, com colegas da capital e interior, de empresas, assessorias, sindicatos, freelancers, em atividade e aposentados”, afirma Neves.

Um dos símbolos da nova geração que chega para somar forças ao sindicato é a vice-presidenta, Fernanda Gama. Sem desmerecer o trabalho dos militantes históricos, ela vem com a força da juventude e traz consigo vários outros jornalistas com o desejo de reposicionar o Sinjorba.

“Para que possamos fortalecer o jornalismo, precisamos encarar os desafios da atual conjuntura e nos reconhecer enquanto classe trabalhadora. A nova gestão vem com essa intenção, buscando unir a todos e trazer a nova geração para perto da entidade, conscientizando a categoria e tentando nos reinventar para poder atuar nesse novo cenário. Sei que não será fácil, mas temos muita disposição e vontade para fazer a mudança acontecer”disse.

 

 

 

bahia.ba