Em corrida maluca, Verstappen confirma favoritismo e vence GP do Brasil

0

SÃO PAULO – Bem que Max Verstappen já comemorava no sábado que o carro da RBR estava voando. O holandês, que largou na pole position, não deu chance a Lewis Hamilton , da Mercedes, campeão da temporada, nem aos outros rivais, e garantiu a vitória em um emocionante GP do Brasil de Fórmula 1, com várias reviravoltas. A corrida foi disputada neste domingo, no autódromo de Interlagos, em São Paulo .

Lewis estava muito rápido, e tive de continuar forçando. Tive duas boas disputas com ele. Depois disso consegui controlar a prova — afirmou o holandês.

O britânico, que fez disputa particular com Verstappen durante quase toda a prova, acabou em terceiro lugar, atrás de Pierre Gasly, da STR, que conseguiu o primeiro pódio da carreira.

—Tentamos tudo na pista, mas eles (RBR) estavam mais rápidos do que nós nas retas. Não havia mais nada que pudesse fazer — afirmou Hamilton conformado.

A vitória redime Verstappen após a frustração do GP do Brasil do ano passado, quando liderava a prova até ser tocado pelo retardatário Esteban Ocon, da Force India, quando tentava ultrapassá-lo. Na ocasião, Verstappen rodou e acabou superado por Hamilton.

Neste sábado, porém, o piloto da RBR largou bem, mantendo a ponta. O britânico, por sua vez, já mostrava que seria o principal perseguidor do holandês. Ele ultrapassou Sebastian Vettel, da Ferrari, logo na largada.

Nas seis primeiras voltas, o destaque foi a corrida de recuperação de Charles Leclerc, da Ferrari, que havia largado em 14º, mas subiu para o sétimo lugar. O piloto de Mônaco havia sido punido por alteração em seu motor, perdendo dez posições no grid. Na décima volta, ele atingiu o top 6 ao ganhar mais uma posição, ultrapassando Pierre Gasly, da STR.

Pouco antes, na oitava volta, Daniel Ricciardo, da Renault, tentou ultrapassar Kevin Magnussen, da Haas. O dinamarquês foi tocado e rodou. Ricciardo teve que retornar aos boxes para trocar a asa dianteira, avariada após a batida. Ambos voltaram à pista, mas o australiano acabou caindo para último lugar e ainda recebeu punição de 5 segundos.

Em segundo lugar, Hamilton fez o primeiro pit stop logo na 20ª volta. O britânico, campeão da temporada, retornou à pista na sexta posição. Em seguida, Verstappen também foi para os boxes.

O holandês quase bateu em Robert Kubica na saída dos boxes e voltou à corrida em sexto lugar, logo atrás de Hamilton. O polonês da Williams levou punição de 5 segundos pela imprudência.

O piloto da RBR, porém, que já tinha voado no treino classificatório, nem tomou conhecimento do rival. Verstappen passou Leclerc, Hamilton e Alexander Albon, seu companheiro de equipe, conquistando a terceira posição.

Na 67ª volta houve o lance mais bizarro da corrida, Vettel tentou ultrapassar Leclerc na disputa pela terceira posição. O monegasco fechou a passagem. As rodas dos dois carros da Ferrari se tocaram, furando os pneus e tirando ambos os pilotos da corrida.

Para a festa da RBR ser ainda maior, Hamilton voltou aos boxes, retornando à prova em quarto lugar. Albon assumiu a vice-liderança.

Quase no final, foi a vez de o britânico tentar ultrapassagem e tirar o rival da RBR da prova. O piloto da Mercedes ainda perdeu a segunda posição para Gasley. O francês da STR conseguiu segurar a superioridade da Mercedes para conquistar a segunda posição.

— É o meu primeiro pódio. Com certeza, nunca vou me esquecer. A STR me deu um carro fantástico. Estou muito feliz. É um dia incrível — festejou o francês.

Classificação da prova

1-Max Verstappen (HOL/RBR)

2-Pierre Gasley (FRA/STR)

3-Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

4- Carlos Sainz Jr. (ESP/McLaren)

5- Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo)

6- Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo)

7- Daniel Ricciardi (AUS/Renault)

8-Lando Norris (ING/McLaren)

9- Sergio Perez (MEX/Racing Point)

10- Daniil Kvyat (RUS/STR)

11- Kevin Magnussen (DIN/Haas)

12- George Russell (ING/Williams)

13- Romain Grosjean (FRA/Haas)

14-Alexander Albon (TAI/RBR)

15- Nico Hulkenberg (ALE/Renault)

16- Robert Kubica (POL/Williams)

17-Sebastian Vettel (FRA/Ferrari)

18-Charles Leclerc (MON/Ferrari)

19-Lance Stroll (CAN/Racing Point)

20-Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)

 

 

O Globo