Tóquio avalia danos causados pela passagem de tufão

0

A população de Tóquio está avaliando o tamanho dos danos causados pelo tufão Faxai, que atingiu a cidade com forte chuva e ventos com as velocidades mais altas já registradas na área. Até então, uma pessoa morreu e ao menos 41 ficaram feridas. Além disso, milhares de residências terem ficado sem energia elétrica.

De acordo com informações da Agência de Meteorologia do Japão, às 15h (horário local) desta segunda-feira (9), o tufão Faxai se encontrava na província de Fukushima e seguia em direção ao nordeste do país.

Em algumas áreas, foram registrados recordes na velocidade dos ventos. A cidade de Chiba foi a mais afetada por ventos com mais de 200 quilômetros por hora.

Duas torres de transmissão de energia foram derrubadas. Elas forneciam eletricidade para áreas na província de Chiba. Segundo a Companhia de Energia Elétrica de Tóquio, até o início da tarde desta segunda, mais de 800 mil residências permaneciam sem eletricidade.

O sistema de trens também foi afetado. Os serviços nas redes ferroviárias foram suspensos, incluindo os do trem-bala Shinkansen para outras partes do país. Entretanto, os trens já estão voltando a operar normalmente.

Uma mulher em Tóquio morreu por conta de uma forte rajada de vento que a teria derrubado contra um muro.

Calor

Além dos fortes ventos registrados, o Tufão Faxai deixa em seu rastro um forte calor em áreas das regiões oeste e leste do Japão. De acordo com meteorologistas, a massa de ar quente que flui para o interior do tufão fez subir as temperaturas para um nível bem acima da média da estação.

Nesta segunda, os termômetros registraram 37,9 graus na cidade de Kuwana, da província de Mie, e 37,2 graus em Mino, cidade da província de Gifu. No distrito de Nerima, da capital japonesa, a temperatura chegou aos 37 graus e na cidade de Kyoto, aos 36,9 graus.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Radar da Bahia