Brasil não fura bloqueio da Venezuela, empata em 0 a 0 e sai vaiado da Fonte Nova

0

Nem a mística que a Fonte Nova carrega ajudou a Seleção Brasileira a vencer a Venezuela pela segunda rodada do Grupo A da Copa América. Os mais de 39 mil torcedores que estiveram no estádio na noite desta terça-feira (18), saíram frustados e não só pelo insosso 0 a 0 do placar, mas também pelo fraco futebol apresentado pela equipe.

O resultado coloca o Brasil com os mesmos quatro pontos do Peru, mas em primeiro lugar por conta do saldo de gols. As equipes se enfrentam no próximo sábado (22), às 16h, na Arena Corinthians, em São Paulo, e decidem quem vai ficar com o primeiro lugar do grupo.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar de ter tido maior posse de bola – 77% x 23% – e chances – pelo menos duas claras de gol, o Brasil não fez um bom primeiro tempo aos olhos da torcida baiana e saiu de campo entre vaias e aplausos. A linha de frente até que funcionou bem, mas as oportunidades não foram convertidas em gol. A Venezuela congestionou o meio e não deixou o Brasil jogar, fazendo uma boa marcação. Na melhor chance da Seleção Brasileira, o goleiro venezuelano fez a defesa.

Aos 14 minutos, David Neres recebeu bola da direita e mandou uma bomba, mas a bola foi para fora. Dois minutos depois foi a vez de Richarlison. Ele desceu bem pela direita, bateu cruzado, mas Fariñez conseguiu tocar na bola e mandar para escanteio.

O Brasil chegou a marcar com Firmino após boa jogada de Daniel Alves pela direita, mas o árbitro Julio Bascuñan invalidou o lance. A resposta da Venezuela veio aos 18 minutos. Herrera ganhou pela direita, cruzou na medida para Rondón, que cabeceou bem. A bola passou perto da trave direita de Alisson. Fim de primeiro tempo: 0x0.

SEGUNDO TEMPO

Assim como no primeiro tempo, o Brasil voltou para o segundo marcando sob pressão, mas esbarrou na marcação da Venezuela. A equipe comandada por Tite não conseguiu furar o bloqueio venezuelano. A ‘vávula de escape’ eram as jogadas individuais, mas sem sucesso. O Brasil teve outro gol anulado pelo VAR.

O Brasil seguia com dificuldades, até que Firmino brigou pela bola na defesa venezuelana. A pelota sobrou para Gabriel na esquerda, que chutou colocado, no canto esquerdo de Fariñez, mas a bola vai foi fora. Boa oportunidade do Brasil!

VAR EM AÇÃO! Aos 15 minutos, a bola trabalhada de pé em pé encontrou Gabriel Jesus dentro da pequena área. Ele marcou o gol, mas o ábitro da partida revisou o lance e deu impedimento, anulando o gol do Brasil.

A Venezuela respondeu aos 18 minutos, novamente com Machís. Murillo apareceu pela direita, cruzou na segunda trave, mas o meia cabeceou para fora. Na sequência, aos 22, Arthur arriscou de fora da área, mas a bola cobriu a meta do goleiro da Venezuela.

VAR DE NOVO! Excelente jogada de Éverton pela esquerda. Ele passou por dois marcadores, foi até a linha de fundo, cruzou para o meio, e Coutinho mandou para o gol, mas o VAR entrou novamente em ação, anulando mais um gol do Brasil.

 

Fonte: Radar da Bahia