Bahia é batido pelo Athletico e pode terminar a rodada na lanterna

0

Precisando vencer para espantar a má fase, o Bahia visitou o Athletico na Arena da Baixada, neste sábado, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, a equipe comandada por Mano Menezes, mais uma vez, não apresentou um bom futebol, foi batida por 1 a 0 e se complicou ainda mais no certame nacional.

O gol da partida foi marcado por Cristian, de cabeça, aos 24 minutos da segunda etapa.

Com o resultado, o Tricolor baiano permanece, momentaneamente, na vice-lanterna da competição, mas pode ser ultrapassado pelo Goiás e terminar a rodada na lanterna da Série A. Agora, os comandados de Mano seguem para mais um compromisso longe de Salvador, dessa vez contra o Botafogo, na próxima quarta-feira.

O JOGO

O primeiro lance de perigo da partida foi do Bahia, aos 19 da primeira etapa. Rodriguinho recebeu bom cruzamento de Elber pela esquerda, mas chutou para fora.

A resposta do Athletico veio somente aos 41. Após boa jogada de Abner, Erick, sozinho, chutou em cima de Douglas Friedrich.

No último lance da partida, o time da casa assustou mais uma vez. Pedrinho cruzou na área, a zaga desviou, mas Douglas Friedrich espalmou e evitou o gol contra.

Segundo tempo

Após bate e rebate, Fabinho fez o arremate desequilibrado, mas Douglas Friedrich defendeu com tranquilidade.

O gol do Furacão saiu aos 24 da segunda etapa. Após belo cruzamento de Abner Vinicius, Christian manda, de cabeça, no ângulo de Douglas para abrir o placar.

Aos 37, minutos, após revisão do VAR, o juiz assinalou pênalti cometido em Rossi. Na cobrança, Clayson parou em Santos e perdeu a chance do empate.

Aos 47, Saldanha cruza para área, mas Ernando chuta por cima do travessão.

FICHA TÉCNICA

Athletico-PR x Bahia
Brasileirão Série A – 12ª rodada

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 26/09/2020
Horário: 19h
Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG), assistido por Guilherme Dias Camilo (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG). VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), auxiliado por Grazianni Maciel Rocha (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartão amarelo: Erick, Jonathan, Thiago Heleno e Alvarado (Athletico).
Gol: Cristian

Athletico

Santos; Jonathan (Jorginho), Lucas Halter, Pedro Henrique e Abner Vinícius; Wellington, Erick e Léo Cittadini (Ravanelli); Cristian (Alvarado), Fabinho (Carlos Eduardo) e Pedrinho (Renato Kayser). Técnico: Eduardo Barros.

Bahia

Douglas; Edson, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo (Ramon), Gregore, Ramires (Rossi) e Rodriguinho (Marco Antônio); Élber (Clayson) e Gilberto (Saldanha). Técnico: Mano Menezes.