Vereador Arnaldo Araújo é absolvido pela Justiça!

0

A Justiça Eleitoral absolveu o vereador Arnaldo Araújo, ou Arnaldo do Ponto Econômico, do PSDB, que foi acusado por abuso do poder no pleito de 2016 quando ficou na primeira colocação com 1.229 votos.

Defesa

A defesa de Arnaldo alegou que parte das testemunhas foi induzida ao erro através de uma articulação de natureza política perpetrada por adversários, não condizendo com a realidade dos fatos.

A AIJE (Ação de Investigação da Justiça Eleitoral) foi apresentada pelo Ministério Público Eleitoral, em Candeias, ainda ano fim daquele ano depois de receber denúncias de abuso de poder econômico, na compra de votos de eleitores durante a candidatura ao cargo.

O vereador alegou na defesa que testemunhas foram cooptadas para prestarem falsamente depoimentos perante ao Ministério Público Eleitoral, tratando-se, portanto, “de depoimentos fabricados, obtidos de forma ardilosa e articulada por políticos ligados a adversários”.

Sentença

Na sentença, o juiz auxiliar eleitoral, João Paulo Guimarães Neto, do TRE baiano, afirma que “Não somente as provas testemunhais deixaram de traduzir uma certeza do quanto alegado pela peça acusatória da prática do crime previsto no art. 41-A da Lei nº 9.504/97”, como os próprios documentos apreendidos no procedimento investigatório não lograram tal êxito”.

Posto isso, afirma o magistrado, diante dos fatos comprovados, com base nos motivos vistos nos autos, JULGO IMPROCEDENTE a presente ação de investigação judicial eleitoral.

A sentença foi expedida hoje, 24/10, durante o Mutirão da Justiça baiana que se realiza em Jacobina, no Centro Norte baiano a 284 km de Candeias, pelo juiz eleitoral João Paulo Guimarães Neto, do TRE/BA.

Arnaldo Araújo

O vereador afirma que recebeu com serenidade e muita tranquilidade a decisão da Justiça Eleitoral de Candeias pois, tinha “consciência da improcedência da denúncia”, mas também reconhece os transtornos morais, e até psicológicos, que causaram a injusta e infundada acusação que o envolveu e muitas outras pessoas de bem e simples da cidade.

Afirma que vai continuar com sobriedade na defesa dos propósitos para os quais foi eleito durante os meses que lhe resta de mandato como vereador, assim como vai pedir a Deus que ilumine aqueles que o acusaram levianamente. E que o povo sempre conte com ele na Câmara Municipal e na vida pessoal.

 

 

Bahia Notícia