Uruguai vence com gol ‘lendário’ de Luis Suárez em seu 100º jogo e já se classifica às oitavas da Copa

0

Com um gol de Luis Suárez, o Uruguai venceu a Arábia Saudita por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Rostov, pela 2ª rodada da Copa do Mundo 2018, e já garantiu sua classificação às oitavas de final com uma partida de antecedência – no embalo, a Rússia, que ganhou do Egito na última terça, também avançou automaticamente à próxima fase.

O tento do craque do Barcelona saiu aos 23 do primeiro tempo, completando um escanteio com seu pé esquerdo depois da bola passar por Godín e Giménez pelo alto.

Ao marcar, Suárez ganhou status de lenda e entrou para a história do Uruguai como primeiro jogador do país a anotar em três Copas diferentes: foram três vezes em 2010, duas em 2014 e uma agora.

E o tento não poderia ter saído em uma ocasião mais especial para ele. Afinal, nesta quarta-feira o matador completou 100 jogos com a camisa celeste.

Agora, ele está a apenas duas bolas na rede de igualar Óscar Míguez (8 gols) como maior artilheiro da história de seu país em Copas.

Com o resultado, a Celeste vai a 6 pontos, mas fica na 2ª colocação do grupo A, já que tem saldo de gols pior que o dos russos. No entanto, o placar desta quarta-feira terminou por classificar as duas seleções para as oitavas, eliminando sauditas e egípcios de uma só vez.

Na última rodada da fase de grupos, o Uruguai pega a anfitriã Rússia, na próxima segunda-feira, às 11h (de Brasília), em Samara, para saber quem termina em 1º. No mesmo dia e horário, a Arábia Saudita faz o jogo dos eliminados contra o Egito, em Volgogrado.

O JOGO

O Uruguai começou controlando a bola e pressionando os sauditas atrás de um gol rápido. Com menos de dois minutos, Luis Suárez recebe em boa condição e disparou de esquerda, mas a zaga conseguiu travar em cima da hora.

No entanto, a Arábia Saudita, que jogava por sua honra após levar 5 a 0 na estreia, reagiu e passou a criar bons lances no ataque. Atento, o goleiro Muslera cortou dois cruzamentos perigosos e evitou um mal maior para os sul-americanos.

A resposta saudita veio pouco depois, quando Al-Muwallad recebeu na direita da grande área, partiu para cima da marcação e disparou um forte chute que passou zunindo perto da trave de Muslera.

Na base da jogada aérea, uma de suas grands forças, o Uruguai abriu o placar: aos 23 minutos, a cobrança de escanteio passou por Godín e Giménez, mas não por Luis Suárez, que só empurrou para as redes.

Festa especial para o camisa 9, que comemorou seu 100º jogo pela equipe com seu 52º tento pela seleção.

O gol sofrido fez os sauditas saíram para o ataque, e o empate quase veio aos 28 minutos, quando Bahbri aproveitou cruzamento da esquerda e chegou finalizando de primeira. Porém, ele não pegou bem na bola e isolou por cima.

Dali em diante, o ritmo da partida caiu até o apito do intervalo.

Sem correr muito para não cansar no forte calor de Rostov, o Uruguai chegava em ocasiões esporádicas em busca do segundo gol. Aos 16, Cavani puxou contra-ataque pela ponta esquerda e cruzou para Carlos Sánchez perder ótima oportunidade de cabeça.

O resto da partida, porém, não teve grandes emoções, e a Celeste conseguiu segurar sua vitória com tranquilidade.

Cavani ainda teve ótima chance a cinco minutos do fim, mas o goleiro da Arábia Saudita saiu de maneira arrojada e conseguiu salvar com os pés o que seria um gol certo do artilheiro do Paris Saint-Germain.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 1 x 0 ARÁBIA SAUDITA

Local: Arena Rostov, em Rostov (RUS)
Data: 20 de junho de 2018, quarta-feira
Horário: 12h (de Brasília)
Público: 42.672
Árbitro: Clément Turpin (FRA)
Assistentes: Nicolas Danos e Cyril Gringore (ambos FRA)
VAR: Szymon Marciniak (POL), Pawel Gil (POL), Pawel Sokolnicki (POL) e Daniele Orsato (ITA)

GOLS
URUGUAI: Luis Suárez, aos 23 minutos do primeiro tempo

URUGUAI: Muslera; Varela, Giménez, Godín e Cáceres; Bentancur, Vecino (Torreira), Carlos Sánchez (Nandez) e Christian Rodríguez (Laxalt); Luis Suárez e Cavani Técnico: Óscar Tabárez

ARÁBIA SAUDITA: Al-Owais; Al-Burayk, Osama Hawsawi, Al-Bulayhi e Al-Sahrani; Otayf, Al-Jassam (Al-Mohqahwi), Al-Faraj, Bahbri (Kanno) e Al-Dawsari; Al-Muwallad (Al-Sahlawi) Técnico: Juan Antonio Pizzi

 

 

 

 

ESPN