Governo deve liberar até R$ 3 milhões em emendas para parlamentares aliados

0
O deputado federal e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni fala à impresa após saída da casa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense.

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, sinalizaram a deputados aliados que o governo liberará recursos das emendas e analisará as indicações dos parlamentares para cargos nos estados. A informação é do blog do jornalista Gerson Camarotti, no site G1.

Segundo a publicação, Bolsonaro e Onyx se reuniram na terça-feira (26) com líderes da base para discutir a articulação política do governo e as medidas necessárias para aprovar a reforma da Previdência.

Onyx, por sua vez, disse que começará a se reunir com as bancadas estaduais e partidárias depois do Carnaval para começar a analisar todas as demandas. Afirmou também que, além das emendas impositivas dos parlamentares reeleitos, conversará com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para encontrar meios para liberação de recursos para os novos parlamentares.

Na reunião com o PSL, na semana passada, o governo sinalizou que deve liberar entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões aos novos parlamentares, além de destinar outros R$ 2 milhões a cada um para conclusão de obras inacabadas nos estados.

“Foi uma sinalização boa, um início, mas ainda está engatinhando”, disse um líder que esteve presente no encontro.

 

 

Bahia.ba