Cedeba completa 25 anos de referência no tratamento de diabetes e endocrinopatias

0

O Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba) completou 25 anos de história neste domingo (24). Marco na saúde pública do estado, a unidade referência, que fica em Salvador, teve uma comemoração de aniversário nesta segunda-feira (25), com uma programação especial, voltada para os profissionais e pacientes. Na data, também foi lançado um mini guia com as principais informações sobre os serviços ofertados no Cedeba.

O Cedeba surgiu com a missão de tratar, de forma humanizada e qualificada, pacientes diabéticos e portadores de endocrinopatias de todo o território baiano. Presente na celebração, o titular da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), Fabio Vilas-Boas, percorreu as instalações e conversou com funcionários e pacientes. “O Cedeba é um dos mais importantes centros de especialidades médicas do Estado e cuida da principal doença que afeta a população baiana, que é o diabetes. O Cedeba também cuida de todas as políticas relacionadas a essa doença. É uma unidade com abrangência em todos os municípios do estado, que possui 80% dos pacientes vindos do interior”, ressalta o secretário.

A endocrinologista Reine Chaves fundou a unidade, que nasceu dos esforços de um pequeno grupo de trabalho. A profissional dirige o Cedeba desde então e relembra os desafios, movidos pela vontade de qualificar o atendimento ao paciente com diabetes e doenças endócrinas. “Sabíamos que epidemiologicamente o diabetes iria se tornar uma doença endêmica e, por isso, o Estado iria precisar de uma unidade como essa.

Construir esse Centro foi uma luta cotidiana de 25 anos, passando pelas dificuldades inerentes ao serviço público, mas contando sempre com o apoio de todos os gestores, da equipe e também dos pacientes que sempre acreditaram nesse sonho”, destaca a diretora.

A instituição começou com duas salas no Hospital Geral Roberto Santos, em 1994, e a atual unidade, que já funciona há 16 anos, tem 3,3 mil metros quadrados e equipes multidisciplinares. Todos os dias, inúmeros veículos chegam de diversas cidades do interior, trazendo pacientes que são tratados no Centro. O aposentado Sérgio Aragão, que mora em Muritiba e teve uma perna amputada por conta da diabetes, garante que “não tem do que me queixar e o tratamento recebido no Cedeba é um dos melhores que já vi na vida”.

Reginaldo Souza, ex-motorista e atualmente morador de Capela do Alto Alegre, conta que chegou para a primeira consulta no Cedeba há sete anos. “Já passei por diversos médicos, pois tenho uma série de problemas, inclusive de circulação. Não estou mais conseguindo trabalhar e esse tratamento contínuo que faço aqui é o que me mantém de pé”, avalia.

Funcionamento

O Cedeba dispõe de dez especialidades, a exemplo de oftalmologia e angiologia, e oferta, também, exames laboratoriais, bioquímicos e hormonais. A unidade acompanha casos de diabetes tipo 1 e 2, doenças da tireoide, obesidade e outras endocrinopatias.

Situado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, sem número, o Cedeba funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Os pacientes atendidos são referenciados por unidades básicas de saúde dos municípios de origem.

Fonte: Secom Bahia