Banco Central apresenta nova cédula de R$200

0

O Banco Central afirma que serão produzidas 450 milhões de cédulas ainda este ano. O lobo-guará, escolhido para estampar a nota, está na categoria vulnerável em relação à elevada ameaça de extinção. Biólogos afirmam que o animal precisa obter mais reconhecimento, devido aos benefícios que geram ao setor produtivo rural.

As cores predominantes da cédula são cinza e sépia, com formato igual ao da cédula de R$20 (14,2cm x 6,5cm). A nota começou a ser produzida em agosto desse ano. As 450 milhões de unidades terão custo de R$113,4 milhões aos cofres públicos e injeção de R$90 bilhões na economia.

A nota apresenta os elementos de segurança que evitem falsificações nas cédulas, como a marca d’agua, número que muda de cor, número escondido e alto relevo.

A cédula foi criada com o objetivo de atender o aumento da demanda por dinheiro em espécie durante a pandemia do novo coronavírus. Roberto Campos Neto, presidente do BC, afirmou que “a nova cédula passa a ter valor legal a partir de hoje e vai entrar em circulação a medida que houver demanda”

Entre os motivos para a maior demanda por cédulas e moedas, está o fato das pessoas guardarem mais dinheiro em suas residências, e que, com a redução da atividade econômica, “mesmo os valores pagos em espécie aos beneficiários dos auxílios governamentais não retornaram com a velocidade esperada, porque há uma diminuição do volume de compras no comércio em geral”.

 

 

 

 

A Tarde