sábado , 16 fevereiro 2019
Home / Destaque / Diretor de iluminação nega irregularidades em PPP com empresa alvo de investigação

Diretor de iluminação nega irregularidades em PPP com empresa alvo de investigação

 

O diretor municipal de Iluminação Pública, Júnior Magalhães, negou nesta terça-feira (27) que haja irregularidades no processo de parceria público-privada (PPP) envolvendo a FM Rodrigues, empresa que disputa a administração do serviço em Salvador e é alvo de investigação por suposta fraude durante um certame na cidade de São Paulo

Segundo revelou a rádio CBN, a empresa teria sido beneficiada numa disputa que envolvia contrato de R$ 7 bilhões.

De acordo com reportagem da emissora, a diretora do Ilume (Departamento de Iluminação Pública da cidade), Denise Abreu, manifestou, por meio de áudios vazados, preferência pela FM Rodrigues, que nega as acusações.

A companhia, entretanto, foi preterida pelo Consórcio Walks, formado pelas empresas WTorre, Quaatro (Alumini) e KS Brasil Led Holdings, que fez a menor oferta da disputa: R$ 23,3 milhões por mês — 22,5% inferior à da FM.

“Não estou sabendo disso. Isso é uma mentira. Teve recentemente uma matéria de São Paulo. O processo está normal e o edital vai ser lançado nos próximos dias”, disse Magalhães

Na capital baiana, oito empresas manifestaram interesse no serviço, cujo montante chega a R$ 1,5 bilhão, conforme informações obtidas nos bastidores.

Se vencer, a FM Rodrigue assumirá a administração da iluminação pública da capital soteropolitana pelos próximos 20 anos. O objetivo é substituir os mais de 171.508 pontos de iluminação da cidade por tecnologia LED, modelo mais econômico.

 

 

Bocão News

Veja Também

Josias deve ser confirmado na SDR; Carlos Martins volta para Secretaria de Justiça

Share this on WhatsApp   Três entre as quatro secretarias que faltam ter o comando ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *